11
Seg, Dez

CONAFFA

Os Grupos de Trabalho do IV Congresso Nacional de Auditores Fiscais Federais Agropecuários (CONAFFA) iniciaram, na manhã desta terça-feira (03/10), os debates sobre as teses votadas para esta 4ª edição do Congresso.

Divididos em seis temas ( Auditoria e Fiscalização; Integração de AFFAs ativos, inativos e pensionistas; Ética e Meritocracia, Regulamentação da Carreira; Relacionamento Institucional; e Sindicalismo), os GTs devem continuar reunidos até o final do dia e, já nesta quarta-feira (04/10), as propostas elaboradas a partir do trabalho que está sendo realizado hoje devem ser levadas para votação em plenária final e, se aprovadas, devem subsidiar as diretrizes para os trabalhos do Anffa Sindical nos próximos três anos (2017-2020).

Na quinta-feira (05/10), a agenda dos participantes continua cheia. Pela manhã, os AFFAs devem participar de sessão solene na Câmara dos Deputados para apresentação do estudo realizado pela FGV que aponta o “Impacto do Trabalho dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários sobre o PIB do Agronegócio Brasileiro”.

Já durante a tarde, seguem para uma entidade beneficente, onde realizam ação social com entrega de alimentos não-perecíveis, doados pelos próprios participantes. Ainda na quinta, das 16h às 18h, o evento se encerra com uma mesa redonda com o tema central do IV CONAFFA “Auditoria e Fiscalização”, que contará com a participação de representantes de entidades sindicais que congregam profissionais de auditoria e fiscalização (Banco Central, Receita Federal e Ministério do Trabalho).
 

Confira abaixo os assuntos que estão sendo tratados por cada Grupo de Trabalho, nesta terça-feira (03/10):


GT 01 - Auditoria e Fiscalização

“O objetivo central deste GT é buscar a padronização nos procedimentos de auditoria e fiscalização, e tentar fazer com que o Anffa Sindical possa propor melhorias ao MAPA. Esse é um GT difícil porque os assuntos se misturam muito. Alguns assuntos discutidos não são atribuições propriamente ditas do Anffa Sindical mas, o Sindicato, por congregar todos os AFFAs que executam essa auditoria e fiscalização para o MAPA, acaba tendo uma interrelação com o Ministério na padronização desses assuntos”. (Jorge Kroeff – membro da mesa coordenadora do GT 1).


GT2 – Integração AFFAs ativos, inativos e pensionistas

"Nosso propósito é termos todos [aposentados, ativos e pensionistas] pensando juntos e fazendo parte das ações sindicais. Para isso, é necessário que todos tragam sua contribuição, sua experiência e sua visão do que gostaria de ver sendo feito em prol da instituição". (Ézio Mota - coordenador do GT 2)


GT3 – Ética e Meritocracia

“Estamos discutindo a questão de fazer valer o artigo 11 do decreto 8762 que diz que os cargos de Superintendentes Federais de Agricultura serão ocupados exclusivamente por servidores efetivos do quadro de pessoal do MAPA, além de propostas do Sindicato para trabalhar o tema da Meritocracia nos próximos anos. Além disso, estamos tratando questões sobre ética, assédio moral e de ingerência política”. (Danilo Kamimura – membro da mesa coordenadora do GT Ética e Meritocracia)


GT4 – Regulamentação da Carreira

“Aqui está sendo tratada a questão da manutenção do subsídio e a respeito da reestruturação das competências e atribuições da carreira a partir da nova nomenclatura que inclui a atividade de auditoria às atribuições dos Fiscais Agropecuários” (Rodrigo Machado – Membro da mesa coordenadora do GT ).

“Também estamos tratando sobre a manutenção dos direitos conquistados pelos aposentados, que são os servidores que construíram essa carreira e que agora correndo o risco de ter novamente uma diferenciação na remuneração com relação aos servidores ativos. (Adriano Custódio – membro da mesa coordenadora do GT 4)


GT5 – Relacionamento Institucional

“No momento, discutimos qual a posição que o Anffa deve tomar frente ao MAPA em três tópicos: organização estrutural do Ministério, legislação agropecuária e a questão de pessoal dentro do MAPA. O objetivo é elaborar uma proposta de como o Anffa Sindical deve se posicionar frente ao Ministério da Agricultura, com uma contraproposta para esses temas, de modo que o Sindicato possa rebater esses tópicos que venham do MAPA” (José Otávio - membro da mesa coordenadora do GT 5)


GT6 - Sindicalismo

"Nosso debate gira em torno da necessidade de formação sindical permanente, como instrumento de fortalecimento do Sindicato". (Eduardo Dutra - coordenador do GT 6)