15
Sex, Nov

+ Notícias

O AFFA (Auditor Fiscal Federal Agropecuário) Yoshio Fugita, da SFA (Superintendência Federal de Agricultura) do Mato Grosso do Sul apresentou, nesta terça-feira (08/10), com apoio da Anffa Sindical, a palestra sobre a “Rastreabilidade de hortaliças e frutas”, com ênfase em resíduos de agrotóxicos.

A palestra foi realizada no Ceasa, localizado em Campo Grande, e teve como objetivo orientar os produtores rurais e os permissionários que comercializam seus produtos vegetais frescos nessa central de abastecimento.

Para facilitar a compreensão da INC (Instrução Normativa Conjunta) n° 02/18, de responsabilidade do MAPA e da Anvisa, a palestra foi realizada com muitas dinâmicas onde os próprios participantes atuavam nos "teatrinhos", tornando a apresentação bem interativa e divertida.

Segundo Fugita, a INC vai trazer maior segurança ao consumidor de hortifruti's, uma vez que permitirá identificar quem está fazendo uso de agrotóxicos (defensivos agrícolas) de forma incorreta ou ilegal, ou fazendo uso sem a prescrição técnica através de correspondente receituário agronômico.

“A rastreabilidade, ao permitir a identificação dessa pessoa, inibirá a prática de irregularidades no uso de agrotóxicos, exigindo que o produtor rural tenha uma caderneta de campo, onde terá que se organizar e anotar em que data aplicou o agrotóxico numa determinada cultura; qual a dosagem que usou; volume de calda; nome, marca oulote do agrotóxico usado; qual o período de carência desse agrotóxico; dentre outras informações exigidas pela norma legal”, disse.

Além de aprenderem de forma lúdica, os participantes da palestra, que atuaram como atores, ganharam brindes do Anffa Sindical, que, por sua vez, também foram usados para dar publicidade às atividades do Sindicato e da carreira de AFFA.

Fugita também elogiou o apoio do Sindicato no esclarecimento do assunto aos produtores. “Ao realizar essas palestras com apoio do Anffa Sindical, os Auditores Federais Agropecuários estarão disseminando essa nova cultura da rastreabilidade, permitindo a implantação e implementação da INC n° 02/18, de forma paulatina e progressiva, em todo o País. Chegará um momento em que o mercado de hortifruti's só aceitará comercializar produtos vegetais frescos, rastreados. Portanto, o Sindicato, ao apoiar a realização dessas palestras, está prestando um serviço de utilidade pública”, completou.

Na oportunidade, o coordenador-geral da Qualidade Vegetal (CGQV/ DIPOV/ SDA/ MAPA), Auditor Fiscal Federal Agropecuário Hugo Caruso, esteve presente ao evento e enfatizou, na cerimônia de abertura, sobre a importância da rastreabilidade vegetal.

 

Fonte: com informações do AFFA Yoshio Fugita 

 

0
0
0
s2sdefault