Sidebar

22
Ter, Jun

MAPA

Saíram as novas regras para seleção de adidos agrícolas nas missões diplomáticas brasileiras no exterior. Com isso, os servidores de carreira do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), interessados em ocupar o cargo, já podem se planejar e se capacitar para concorrer no processo seletivo.

Hoje, o Brasil tem adidos agrícolas em oito partes do mundo: Buenos Aires (Argentina), Washington (Estados Unidos), Bruxelas (União Europeia), Pequim (China), Moscou (Rússia), Pretória (África do Sul), Genebra (sede da Organização Mundial do Comércio) e Tóquio (Japão). Agora, esse número vai subir para 25. O Mapa e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) estão trabalhando para definir os novos locais dos postos.

A base da seleção está fundamentada na meritocracia, visando atender aos interesses da administração pública. Os candidatos que forem selecionados para o quadro de acesso serão treinados e capacitados para a designação de adido agrícola e posteriormente poderão compor lista tríplice para escolha do Ministro da Agricultura.
Os escolhidos serão designados em ato do presidente da República, mediante indicação do Ministro da Agricultura, com a consulta prévia do Ministério das Relações Exteriores (MRE).

A Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do Mapa e a Enagro (Escola Nacional de Gestão Agropecuária) planejam organizar a seleção para o Quadro de Acesso para Adido Agrícola ainda em 2016.

A atuação de adidos agrícolas estrangeiros é comum no Brasil e em outros países, em razão da relevância desses agentes públicos no enfrentamento de obstáculos ao comércio internacional de produtos agrícolas. Tratam-se de representações técnicas especializadas que complementam com efetividade o trabalho desenvolvido nas missões diplomáticas.

 

Quadro de acesso

O processo se inicia com edital de seleção especifico para seleção de candidatos à vaga no “Quadro de Acesso ao cargo de Adidos Agrícolas junto às Missões Diplomáticas Brasileiras no Exterior”. A seleção para admissão ao Quadro de Acesso será desenvolvida em quatro etapas:

I - Avaliação curricular: consistirá de prova de título e apresentação de atestado e/ou comprovantes de proficiência em idiomas estrangeiros desejáveis e não obrigatórios;
II - Avaliação de conhecimentos gerais e específicos, que consistirá de prova de língua portuguesa sobre temas relacionados ao agronegócio, prova sobre as atividades de adido agrícola e provas de conhecimentos dos idiomas português e inglês;
III - Prova oral de proficiência no idioma inglês; e
IV - Avaliação psicológica: consistirá de avaliação técnico comportamental.

Confira aqui as portarias nº 147 e 148 que aprovam o Regulamento e os Critérios de Seleção de Candidatos a Postos de Adidos Agrícolas junto a Missões Diplomáticas Brasileiras no Exterior.


Mais informações à imprensa:
Assessoria de comunicação social
Inez De Podestà

0
0
0
s2sdefault

--- BANCO DE IMAGENS DOS AFFA ---

Sindicato
Vigiagro
OGM algodão

 

 

  • o sindicato
  • Eleições 2020
  • Grupo Whatsapp
  • Fgv
  • Segurança Alimentar
  • Fonacat
  • Mapalegal
     
    Leia as últimas edições do INFFO Sindical

     

    Acesse

    Conheça nosso Aplicativo