21
Sáb, Set

+ Notícias

Caros Auditores Fiscais Federais Agropecuários,
Encerramos mais um exercício em meio a muitos desafios, devido à situação instável nos aspectos institucional, político, econômico e social, que perduram no país há quase dois anos. O reflexo dessas crises política e financeira, estampadas diariamente nas capas dos jornais e veículos de comunicação, contribuiu de forma sistemática e significativa para que, neste ano de 2016, os avanços almejados por nós tenham sido, em parte, limitados.

Algumas questões essenciais, como a que diz respeito à meritocracia, à implementação do adicional de localidades de difícil provimento, à Enagro (Escola Nacional de Gestão Agropecuária), e aos concursos de remoção e público, continuarão como nossa bandeira de luta junto ao ministério da Agricultura, em 2017.
Porém, a almejada nomenclatura de Auditor Fiscal Federal Agropecuário finalmente foi conquistada, se tornando assim na bela e, talvez, maior conquista e fortalecimento em termos de projeção da carreira, com abrangência para servidores ativos, aposentados e instituidores de pensão, durante trâmite das matérias no Congresso Nacional.

Da mesma forma, a batalha contra a terceirização das atividades de fiscalização e inspeção também esteve e estará à frente das atividades sindicais em 2017, quando realizamos seminários, atos públicos de norte a sul do país para orientar a população e as autoridades sobre os perigos desta prática, considerada danosa, por prever prejuízos à segurança alimentar, à saúde pública, e à credibilidade do nosso país no mercado internacional.
Outros grandes temas, de interesse do conjunto de servidores públicos, entram na pauta de discussão e debates na sociedade, como o caso das reformas da previdência e trabalhista.

Futuro - Apesar dos percalços, a categoria se manteve unida e teve o que comemorar em 2016. Nossa carreira completou seus 16 anos de existência, mostrando à sociedade e ao país a sua importância e essencialidade para a segurança alimentar, para a sanidade das lavouras e rebanhos, e sobretudo para a economia do país.
Muitos são os desafios, mas ainda maior é a disposição da categoria e do Anffa Sindical para perseguir a condição ideal que garanta a valorização e o pleno estabelecimento dos direitos e atribuições destes qualificados profissionais.

Feliz Natal e que venha o ano de 2017. Sucesso a todos!!!
 

* Maurício Porto - presidente do Anffa Sindical

0
0
0
s2sdefault