Na mídia: Auditores fiscais agropecuários já inspecionaram a maioria dos cavalos das Olimpíadas

Até agora, todos os animais vindos do exterior apresentaram a documentação correta e estavam em excelentes condições.

Brasília (5/8/2016) - Os auditores fiscais do Ministério Pecuária e Abastecimento (Mapa) já inspecionaram 147 dos 233 cavalos procedentes do exterior para participar dos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro.

No Aeroporto do Galeão, 24 fiscais se revezam no trabalho de checar se os animais têm passaporte equino e o Certificado Veterinário Internacional. O trabalho também inclui exames clínicos e a verificação das cargas que acompanham os cavalos, como medicamentos veterinários e alimentos, além de equipamentos como arreios, selas, escovas e até xampu. Essa equipe ainda fiscaliza as bagagens que trazidas pelas delegações e turistas.

“Até agora, toda a operação transcorreu dentro da normalidade, sem atrasos”, diz o chefe da Divisão de Sanidade dos Equídeos do Mapa, Alberto Gomes. Em relação aos animais, todos estavam com a documentação regular e em bom estado clínico.

Para cada veículo que conduz os animais até o Centro Olímpico de Hipismo (COH), no Complexo Militar de Deodoro, os auditores fiscais estão emitindo a Guia de Trânsito Animal (GTA). Eles também acompanham o trajeto até o COH, que é feito em veículos lacrados, numa rota pré-estabelecida. Na chegada ao local das competições, outra equipe de Mapa acompanha a retirada do lacre dos veículos e confere novamente a documentação de cada animal.

Depois disso, os equinos passam para a responsabilidade da Rio 2016, que segue um plano de biosseguridade. Mas os auditores fiscais do Mapa continuam atuando. “Durante todo o período das Olimpíadas, vamos supervisionar os animais e as instalações”, assinala Alberto Gomes. Para isso, o Mapa montou uma estação de trabalho no COH, que conta com 18 fiscais em esquema de revezamento.

Todos os voos que chegam ao Rio com os cavalos do exterior são provenientes das cidades de Stansted (Reino Unido), Montevidéu (Uruguai), Liège (Bélgica), Nova York e Miami (Estados Unidos).

Dos nove voos previstos, sete já chegaram ao Brasil. Os restantes estão programados para sábado (6) e domingo (7). As provas equestres dos Jogos Olímpicos são de adestramento, concurso completo de equitação e salto.
A equipe brasileira é formada por 16 cavalos, sendo que 15 deles vivem em outros países e chegaram agora para a Rio 2016. Apenas um animal é criado no Brasil. Ele já foi vistoriado pelos auditores fiscais e está na área do COH.   

Fonte: assessoria de imprensa do Mapa

Anffa Sindical

ANFFA Sindical é o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários
Setor Comercial Sul, Quadra 2, Bloco C, 4º andar, Ed. Jockey Club - 70.302-912 - Brasília, DF
+55 (61)3224-0364  / +55 (61) 3246-1599
+55 (61) 3968-6573 / + 55 (61) 99202-4764 
+ 55 (61) 99226-6626  / + 55 (61)99932-0149